Passo a passo para criar eventos

Como criar eventos no Google Analytics com o Google Tag Manager: entenda o passo a passo

Após instalar o código do Google Analytics, o primeiro grande passo para começar a entender o comportamento dos usuários dentro do site com uma maior riqueza de detalhes é mapear passos da sua jornada que o levam ao objetivo final do nosso negócio.

Poder mensurar o comportamento, engajamento e as características dos usuários faz com que tenhamos insights e identifiquemos oportunidades de negócios dentro do marketing digital, assim como também falhas que podem ser corrigidas. Quanto mais confiáveis são os meus números, mais confiáveis serão as minhas decisões.

E o que são eventos?

Eventos dentro do Analytics são comportamentos especiais que os usuários adotam durante a navegação de um site.

Comportamentos esses que podem ser a rolagem de tela, o cadastro em uma newsletter, o download de um e-book, o clique em um vídeo, o clique em um botão de ‘solicite o seu orçamento’ por exemplo. Como cada site tem um propósito e uma configuração diferente, são diversos os comportamentos que podem ser mapeados.

Segundo o Google eventos do Google Analytics são:

“Eventos são interações do usuário com o conteúdo que podem ser acompanhadas independentemente do carregamento de uma página da Web ou de uma tela. Downloads, cliques em anúncio para dispositivos móveis, gadgets, elementos em Flash, elementos incorporados em AJAX e reproduções do vídeo são todos exemplos de ações que convém acompanhar como eventos.”

Como criar um evento

Para se configurar um evento dentro do Analytics, existem duas formas: uma por código e outra por Google Tag Manager.

De modo geral, a configuração de eventos via GTM é mais simples e não precisa envolver um programador na ação.

Então vamos começar?

Primeiros passos

Primeiro passo é definir qual o tipo de evento que você quer mensurar dentro do seu site. Para exemplificar, iremos mostrar como mensurar o número de pedidos de orçamentos feitos via site.

Então você precisa acessar o ambiente do Tag Manager e em ‘visão geral’, clicar em ‘Adicionar uma nova tag’:

adicionar nova tag

Logo após clicar em ‘Adicionar uma nova tag’, vai abrir uma nova página onde você irá fazer as configurações da mesma.

escolha tipo tag

Você deve selecionar então em ‘Tipo de Acompanhamento’ a opção ‘Evento’:

evento

Logo após, irá abrir uma tela para configurar a categoria, ação e rótulo do evento. Você pode inserir os nomes que forem adequados para você, da forma que identifique melhor no Google Analytics:

categoria evento

Importante no campo ‘Configurações do Google Analytics’ selecionar a propriedade do Analytics cadastrada no Tag Manager.

Fazendo essa etapa da Tag, logo abaixo temos o campo do acionador, que iremos configurar agora.

Acionador

O acionador é a configuração que vai fazer disparar a Tag, o gatilho. Ou seja, o que tem que acontecer no site para que evento seja contabilizado?

Neste exemplo, estamos configurando um evento de click em um botão de ‘orçamento’ no site. Para saber exatamente quantas pessoas enviaram um pedido de orçamento, e não apenas clicaram por clicar, é muito importante que na configuração do site tenha um formulário que, após preenchido, apareça ou uma mensagem de ‘obrigado’ ou uma nova url que tenha /obrigado.

No Tag Manager já existem diversos tipos de acionadores pré estabelecidos. Neste caso, iremos escolher um acionador de exibição de página:

exibicao pagina

E configurar o acionamento dessa forma:

definir palavra chave

Prontinho. Agora é só salvar a nova tag e dar um enviar no Tag Manager para ser feita a publicação.

E onde eu vejo o relatório dos eventos no Google Analytics?

Dentro dos relatórios de ‘Comportamento’, está alocado a parte de ‘Eventos’:

relatorios comportamento evento

O mais legal é que, se você clicar em cima da categoria do evento recém configurado (o /obrigado), ele abre uma segunda tela onde aparecem as dimensões secundárias, que você pode investigar uma série de métricas que originaram as conclusões dos eventos:

metricas eventos

Recomendamos a investigação da ‘origem mídia’, para checar quais as fontes que originaram mais conversões de eventos, como no exemplo a seguir:

origem midiaConcluindo

Saber de que forma o usuário interage com o site é muito importante para medir o desempenho das ações de marketing, o grau de interesse pelo conteúdo, e o quão efetivo é este conteúdo para conquistar engajamento e conversão.

Assim, a mensuração dos eventos mostra o que funciona e o que não funciona dentro de um site, no sentido de identificar pontos fracos durante a navegação do usuário, e agir para que essas falhas sejam corrigidas, focando em maior retenção e engajamento.