como aumentar as vendas de um e-commerce

Você sabe como escalar as vendas do seu e-commerce?

Seja você um gestor, um dono de e-commerce ou até uma agência de e-commerce, a importância do marketing digital para o e-commerce é essencial para o seu crescimento e sobrevivência.

Neste conteúdo, trouxemos algumas dicas de como funciona o marketing digital em um e-commerce, as suas fases, como aumentar as vendas e o que está em volta para que a loja virtual possa crescer e ser cada vez mais lucrativa.

Tráfego

Uma das etapas fundamentais para uma loja virtual conquistar as suas vendas, é a geração de tráfego qualificado para a loja. Costumo dizer que sem tráfego em uma loja virtual, é a mesma coisa que ter uma loja física e ninguém pisar lá dentro, ou seja, não há clientes para consumir.

Entretanto, surgem dúvidas de diversos gestores sobre como gerar visitas para a loja virtual e assim gerar as vendas. Costumo dizer que existem, simplificando, duas formas:

  • Paga
  • Orgânica

Forma Paga

Nada mais é do que você investir em mídia paga, ou seja, colocar recurso financeiro na compra de mídia e assim gerar tráfego para a loja virtual. Entre as formas pagas, temos:

  • Google Ads
  • Facebook Ads
  • Instagram Ads

Essas são algumas mídias pagas que buscam trazer vendas a “curto prazo” no modelo de você comprar determinado termo, segmentar seu público e com a estratégia correta, atingi-lo para que ele possa visitar sua loja e assim concluir a compra.

É importante observar o seu mercado, pois alguns nichos podem ter termos/palavras-chaves com competitividade, e consequentemente, maior custo. Tendo assim a necessidade de um investimento maior para que possa ter condições de competir no leilão e nos resultados de busca.

Para se ter um exemplo, pense em um lojista que possui um e-commerce de eletrodoméstico e terá como competidores Magazine Luiza, Ponto Frio, entre outros. Não será com R$ 500,00 que ele terá condições de competir neste mercado, pensando no custo da palavra-chave, e visitas necessárias para gerar a venda.

Forma Orgânica

A forma orgânica é uma forma de o seu público encontrar a sua loja, sem que você precise anunciar para isso, entre os canais de mídia orgânica, temos:

  • Blog
  • SEO
  • Redes Sociais

São canais que consistem em estratégias para otimização de conteúdo, códigos e autoridade, como forma de fortalecer também a marca, e o público chegar até a sua loja. Porém vale frisar que são estratégias que possuem um tempo de maturação maior.

agencia de e commerce

O que é melhor? Tráfego Pago ou Orgânico?

Isso é muito relativo. É preciso identificar o estágio do e-commerce para focar na melhor solução que traga tráfego. É importante ter em mente questões estatísticas que ajudarão a tomar a melhor decisão.

Atualmente, a média da taxa de conversão de uma loja, ou seja, o % de visitantes que concluem uma venda é de 1,65% no Brasil, variando de acordo com o nicho, força da marca, entre outros.

Sendo assim, para 1 venda é necessário no mínimo, 100 visitantes. E a partir deste dado, você consegue também pensar em focos para trazer essa quantidade de visitas, seja investindo em mídia paga, ou ter um trabalho mais de formiguinha e trabalhando organicamente.

Experiência

Outro aspecto no marketing digital para e-commerce é a experiência do usuário. Não adianta você ter uma estratégia que traga público qualificado, porém o checkout da sua loja está com problema, não há informações para o visitante estar seguro na compra ou até mesmo os meios de pagamento não estão disponibilizados conforme a sua necessidade.

Todos são pontos essenciais que mexem com a sua taxa de conversão, e faz com que você possua mais, ou menos vendas no e-commerce.

A aliança entre geração de tráfego e melhoria na experiência do usuário, tende a alavancar os resultados do e-commerce, e afetar diretamente a lucratividade do negócio.

Há alguns aspectos que possam ajudar a melhorar sua taxa de conversão, como:

  • Avaliações positivas dos clientes
  • Selos e certificações
  • Frete
  • Checkout com poucos campos
  • Boa arquitetura da loja
  • Layout bem estruturado
  • Disponibilização de formas de pagamento

Esses e entre outros que possam transmitir segurança ao comprador, são pontos fundamentais que devem estar sempre atualizados no e-commerce.

Dados

Uma das maravilhas no ambiente do digital é a possibilidade de mensuração que ela permite. Mesmo que esteja avançando algumas tecnologias para o ambiente offline, o online já toma a frente, e traz para o gestor, dados importantes sobre a performance do e-commerce.

Sendo assim, ter um plano de mensuração é fundamental para acompanhar a performance e propor planos de ações assertivos baseado em dados, caso seja necessário correção de rumo. Alguns KPI’s que o gestor deve acompanhar:

  • Tráfego
  • Taxa de conversão
  • Ticket Médio
  • Transações
  • ROI
  • CAC
  • LTV

Existem ferramentas gratuitas no mercado que permitem acompanhar de forma simplificada os dados, e assim ter uma melhor visualização de cenário, podemos citar entre elas: Google Analytics e Google Data Studio.

São duas ferramentas que trarão recursos essenciais para identificar gargalos, progressos e comparativos que possam servir para se situar e atuar de forma cirurgica no problema. Eis alguns dados que você conseguirá extrair:

  • Dados demográficos
  • Evolução de performance
  • Categorias e Produtos mais vendidos
  • O que seus clientes estão pesquisando no e-commerce
  • Quais páginas estão visitando
  • Qual o caminho que eles fazem até a compra
  • Criar alertas que permitam monitorar indicadores

Esses são alguns dados que você conseguirá visualizar através do Google Analytics, caso esteja integrado a sua loja virtual, e suas configurações feitas corretamente.

No caso do Google Data Studio, levantados os principais KPI’s que deseja acompanhar, você poderá configurá-la na ferramenta para que possa ter um painel, uma dash para acompanhar de forma simplificada os dados, pois são dados extraídos do Google Analytics ou outra ferramenta que deseja conectar, por exemplo, um CRM.

Se pudermos colocar em um tripé, esses componentes: Tráfego, Experiência e Dados, são a chave para que você possa ter um olhar mais estratégico no e-commerce, e assim ditar o rumo diante das dificuldades e desafios que poderá ter a frente.

Gostou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo se ficou com alguma dúvida!